Turista

Arena Castelão

 

O Estádio Governador Plácido Castelo, também conhecido como Arena Castelão, ou simplesmente Castelão, é um estádio…



Leia mais
Lazer e Eventos na Arena Castelão

Visita Arena Castelão

A Arena Castelão recebe visitas de segunda a sexta mediante agendamento prévio através do telefone…



Leia mais
Setores da Arena Castelão

Estádio do Fortaleza

O Castelão é dividido em setores. A Arena possuí quatro pavimentos, do subsolo aos camarotes,…



Leia mais
Como Chegar na Arena Castelão

A Arena Castelão está no bairro Boa Vista ( Castelão ) que é um bairro situado na…



Leia mais
Início

CASTELÃO

Castelão ou Estádio Governador Plácido Castelo localizado à Avenida Alberto Craveiro s/n – bairro Castelão, é o maior e mais moderno estádio do Estado do Ceará. Atualmente, tem capacidade para 60.326 pessoas e já foi palco de grandes eventos esportivos e culturais como jogos da Seleção Brasileira de Futebol e da recepção ao Papa João Paulo II em 1980 em passagem por Fortaleza.

Coube ao então governador Plácido Aderaldo Castelo dar início à construção de um Estádio Olímpico em Fortaleza em 1968. Plácido Castelo queria que o estádio fosse erguido no Bairro do Alagadiço, na zona oeste de Fortaleza. Altos custos para fazer as desapropriações inviabilizaram a ideia. Outras áreas da cidade foram estudadas nos bairros do Pici e depois no Itaperi. Finalmente uma área de 25 hectares que pertencia à Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, foi comprada por CR$ 400.000,00 – Quatrocentos Mil Cruzeiros – à época.

Na tarde de 11 de novembro de 1973, o então governador César Cals inaugurou o estádio Castelão, com capacidade inicial para 70 mil lugares. Ceará e Fortaleza fizeram o jogo inaugural. Válido pelo Campeonato Nacional, o jogo terminou em de 0 x 0, diante de um público pagante de 44.742 pessoas. Na inauguração, a presença ilustre do craque Leônidas da Silva, o “Diamante Negro”.

O primeiro gol veio ocorrer sete dias depois. Em 18 de novembro de 1973, durante o jogo Ceará e Vitória (BA), aos 22 minutos do 2° tempo, Erandy Pereira Montenegro, artilheiro do Ceará, marcou o primeiro gol no Castelão. Ao todo, a Seleção Brasileira jogou sete vezes no estádio e o jogador Bebeto foi quem mais vestiu a camisa verde-amarela na Capital, três vezes no total. O último jogo, em 21 de agosto de 2002, terminou com a derrota de 1 a 0 para o Paraguai.

Em 2013, foi uma das sedes da Copa das Confederações; em 2014, recebeu jogos da Copa do Mundo e, em 2016, foi um dos centros de treinamento para os Olimpíadas de 2016 como parte integrante do Centro de Formação Olímpica do Nordeste, um dos maiores centros de formação esportiva de alto nível do país.

Taça Fares Lopes

A Copa Fares Lopes, que já foi conhecida por motivos de patrocínio como Copa Unimed Fortaleza, ou simplesmente Taça Fares Lopes é um campeonato alternativo ao Campeonato Cearense, que dá ao seu vencedor uma vaga na Copa do Brasil do ano seguinte.

Seu nome é em homenagem a Fares Cândido Lopes (1934 – 2004), antigo presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF). Organizado pela FCF o campeonato já teve 8 edições, tendo como primeiro vencedor o time Horizonte em 2010.

Clássico-Rei

Ceará x Fortaleza, é o maior clássico de futebol da cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará, localizada na Região Nordeste do Brasil.

O Clássico-Rei, como é chamado, opõe o alvinegro Ceará Sporting Club, conhecido como Vovô, fundado em 2 de junho de 1914, ao tricolor Fortaleza Esporte Clube, conhecido como Leão, fundado em 18 de outubro de 1918.

O clássico entre Ceará e Fortaleza completa 100 anos. Desde os idos de 1918, as duas equipes medem forças anualmente para saber quem é o melhor do Estado. Nem sempre eles são esses melhores, mas não há estadual sem Clássico-Rei, por exemplo. Relembre os principais números que movimentam essa rivalidade que se torna centenária em 2018.

Ceara x Fortaleza

561
É a quantidade de jogos que Ceará e Fortaleza já fizeram na história. Seja em Campeonatos Cearenses, seja em Brasileiros ou amistosos. A primeira vez em que se enfrentaram foi em 17 de dezembro de 1918, com vitória do Vovô por 2 a 0.

1504
A quantidade de gols do Clássico-Rei já passou dos 1500. Mas também, com 100 anos de história e confrontos anuais, dificilmente os times não chegariam a esse número. Até o momento da publicação desta matéria, o Ceará conta com 769 gols e o Fortaleza com 735 tentos.

31
Esse foi o número de vezes em que Vovô e Leão decidiram o Campeonato Cearense. A primeira vez foi exatamente em 1918 e a última foi em 2015, quando a partida foi decidida nos momentos finais.

17
É o número referente ao maior tabu da história entre as duas equipes, que pertence ao Ceará. Entre 16 de outubro de 1949 a 18 de abril de 1953, o Vovô permaneceu sem saber o que era perder para o maior rival. Na época, a quantidade de jogos por ano era menor. No somatório, há partidas oficiais e amistosos.

60.363
É o maior público pagante da história do Clássico-Rei. Foi registrado em 6 de outubro de 1991, no antigo Estádio Castelão, pelo Campeonato Cearense.

8 a 0
A maior goleada do clássico foi aplicada pelo Fortaleza, que venceu o Alvinegro de Porangabuçu por 8 a 0. O feito ocorreu no Campeonato Cearense de 1927.

Maior Público do Castelão

Em 9 de julho de 1980, é aberto em Fortaleza o Congresso Eucarístico Nacional. O Papa João Paulo II participou das celebrações do Congresso e o Castelão recebeu o maior público de sua história: 120 mil pessoas. O evento contou também com a participação de Luiz Gonzaga, que homenageou o Sumo Pontífice com uma canção. Nesta ocasião, durante o governo de Virgílio Távora, o Castelão passou por reformas, e as arquibancadas do setor inferior foram então concluídas.

Em 29 de Abril de 2015, ocorreu o maior público em uma partida de futebol. Ceará vence com o placar de 2×1 contra o Bahia na final da copa do nordeste, Foram 63.904 mil pessoas no estádio, o maior público de sua história e também pós-Copa no Brasil.